Centro de Estudos Egas Moniz
Direção

 

Como estabelecia o decreto da sua criação, o CEEM tem como objectivos “além do estudo dos problemas de neurologia e psiquiatria e prosseguirá especialmente nas investigações no domínio da neurocirurgia, iniciadas por aquele Professor.” (Egas Moniz).

  • Actualmente, o CEEM desempenha funções de:
    • Actividade formativa pós-graduada
    • Investigação clínica e fisiopatológica das doenças do sistema nervoso
    • Prestação de serviços para o exterior
    • Investigação clínica e translacional em Neurologia nas áreas não contempladas nos laboratórios  que integram o iMM (epilepsia, sono, dor, cefaleias, doenças desmielinizantes), com enfoque transversal na Neurologia da cognição, comportamento e comunicação
    • Perpetuar e divulgar à escala global a memória e a personalidade e obra do Professor Egas Moniz (Museu Egas Moniz).
  • Principais Áreas de Atuação
    • Afasia
    • Neurologia da cognição e comportamento 
    • Cefaleias (enxaqueca e cefaleias autonomico-trigeminais)
  • O CEEM compreende:
    • Biblioteca de Neurociências Clínicas e Básicas
    • Museu Egas Moniz
    • Unidade Administrativa
    • Laboratórios: EEG e Sono, EMG e potenciais evocados, Estudos de Linguagem e Hemodinâmica Cerebral.

 

O Centro de Estudo Egas Moniz (CEEM) foi fundado em 1950, sendo seu Presidente o Professor Egas Moniz. Instalado inicialmente no Hospital Júlio de Matos, o CEEM foi transferido para o Hospital de Santa Maria em 1957, ficando localizado no Serviço de Neurologia conforme estabeleceu o DL n.º 40965, publicado no Diário do Governo, nº1 – I Série de 2 Janeiro de 1957. Foram também secretários os Professores António Flores, Pedro Almeida Lima, João Pedro Miller Guerra, João Lobo Antunes e Alexandre Castro Caldas.

As unidades de investigação do CEEM passaram a integrar o Centro de Neurociências de Lisboa em 1995, e desde 2001 o Instituto de Medicina Molecular (IMM).

Share
Telefone
+351 217 957 474