Institute for Preventive Medicine and Public Health
Director

O Instituto de Medicina Preventiva e Saúde Pública (IMP&SP) é uma unidade estrutural da Faculdade de Medicina de Lisboa com a missão de apoiar e desenvolver o ensino pré e pós- graduado, a investigação e a prestação de serviços à comunidade, quer no âmbito de promoção de saúde, quer na prevenção da doença.
Esta unidade estrutural está organizada por Unidades temáticas, em vista a desenvolver atividades que prefigurem a missão geral do Instituto. Neste sentido, os principais domínios de atividade do IMP&SP, ao longo do ano 2018, foram o ensino (21 Áreas Disciplinares na Pré-Graduação), o Mestrado em Epidemiologia e o Programa Doutoral de Saúde Ambiental), a investigação e a prestação de serviços de extensão universitária.

As disciplinas de Medicina Preventiva, na sua configuração actual, resultam de um conjunto e experiências iniciadas com o Professor Ricardo Jorge, no início deste século. Ricardo Jorge foi, por convite da Faculdade de Medicina de Lisboa, o primeiro professor da cadeira de Higiene, que resultara de um desdobramento da cadeira de Medicina Legal e Higiene.

A reforma de 1911 contemplava a cadeira de Higiene e o curso de Epidemiologia no currículum escolar da FML. A reforma de 1948 manteve a designação da cadeira, a sua inserção no 3º ano e a escolaridade anual.

O desenvolvimento da Higiene e da Medicina Social levaram porém, a que anos depois, na reforma de 1955, a cadeira atrás referida passasse a designar-se Higiene e Medicina Social, inserida no 4º ano do curso. Aqui, podemos afirmar que começa uma nova era no ensino da disciplina com o Professor Artur Torres Pereira.

Em 1981, a disciplina passou a designar-se de Medicina Preventiva e a sua escolaridade repartida por três cadeiras semestrais: Medicina Preventiva I (Ecologia Médica), Medicina Preventiva II (Epidemiologia) e Medicina Preventiva III (Saúde Pública).
Com a revisão curricular de 1987, a cadeira de Medicina Preventiva III passou a ter a designação de Clínica Geral e Medicina Comunitária.
Actualmente, denomina-se Medicina Geral e Familiar, assim como a Epidemiologia Clínica que veio substituir a Medicina Preventiva II.

Com os Estatutos da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, publicados em Diário da República, 2ª série de 03 de Abril de 2014, veio proceder-se à criação da Clínica Universitária de Medicina Geral e Familiar como unidade estrutural da FML – sedeada no Instituto de Medicina Preventiva – e à renomeação deste para Instituto de Medicina Preventiva e Saúde Pública.

Share