Ulisboa inicia programa de testes à covid-19 a todos os seus elementos, com a coordenação da FMUL

 

A Universidade de Lisboa iniciou um programa para testar todos os seus membros, funcionários, docentes, estudantes, investigadores e outros colaboradores. Numa campanha uníssona onde todas as Faculdades da Ulisboa cooperam, a coordenação fica a cargo da Faculdade de Medicina (FMUL), em estreita colaboração com Reitoria, Estádio Universitário, Faculdades de Farmácia e Ciências (FFUL / FCUL) e Técnico (IST), bem como o CHULN.

As colheitas feitas por zaragatoa estão sob a alçada de uma empresa externa, sendo as colheitas de sangue feitas pelos alunos da FMUL do 6º ano, supervisionados por um médico interno de cardiologia.

O Diretor da Faculdade de Medicina, Fausto J. Pinto, não podia deixar de estar presente e dar uma palavra de incentivo e apresentou-se pontualmente na abertura dos testes, até como forma de “dar o exemplo”, como o próprio referiu.

É importante, no entanto, reforçar alguns papéis de pessoas diretamente envolvidas neste grande Programa e que são: Prof. Melo Cristino (FMUL, que assume a coordenação científica), Prof. Mário Ramirez (FMUL), Prof. Ruy Ribeiro (FMUL), Profª. Maria Mota (FMUL/iMM), Prof. João Barreiros (Vice-Reitor), Prof. João Gonçalves (FFUL), Prof. Gabriel Monteiro (IST), assim como o Prof Ricardo Dias (FCUL) e Prof. José Roquete (Estádio Universitário).

Os testes de diagnóstico com zaragatoa serão realizados em vários locais, alternados: iMM/FMUL, CHULN, FFUL, FCUL e IST. Ainda de reforçar que vão ainda ser realizados testes serológicos no iMM/FMUL, contando com o incansável apoio da Associação de Estudantes da Faculdade de Medicina (AEFML).

A equipa de Comunicação da FMUL vai acompanhar estes trabalhos dando mais desenvolvimentos dos mesmos na sua newsletter do fim deste mês.

A todos mãos à obra e os nossos sinceros parabéns por mais uma ampla e pioneira iniciativa!

 

técnico a recolher sangue de um homem
técnico a recolher sangue de um homem
Técnico a fazer zaragatoa