Será que a relação entre o ambiente e a saúde humana se esgota nos fenómenos climáticos?

A propósito do reconhecimento de que foi alvo, Lisboa Capital Verde da Europa 2020, no passado dia 11 de janeiro, convidamos a nossa comunidade académica e reler o artigo do jornal Observador, “A propósito do Dia Mundial da Saúde Ambiental”.

Os autores (Prof. António Vaz Carneiro, Diretor do Instituto de Saúde Ambiental e o Prof. Osvaldo Santos, Prof. Assistente da FMUL e investigador do ISAMB) convidam-nos a alargar o espectro de reflexão sobre os diferentes tipos de ambiente e como é que estes se relacionam. Será que a relação entre a qualidade do ambiente e a saúde humana se esgota nos fenómenos climáticos?