“Nós temos que ter outros planos até termos uma vacina”

 

Maria Manuel Mota afirmou à SIC não haver motivos para destacar uma investigação em detrimento de qualquer outra, num comentário ao recente anúncio da farmacêutica americana Moderna, que dá como muito promissores os primeiros testes com uma vacina administrada a oito voluntários saudáveis, havendo já planos de avançar para a fase três de testes, com centenas de voluntários, já em julho.

A Professora da FMUL e Diretora do iMM recordou, ainda, que estão a ser testadas mais de 100 vacinas, em diferentes fases “e, portanto, algo provavelmente vai surgir”, reiterando a importância de se apostar noutro tipo de estratégias. “Nós temos que ter outros planos até termos uma vacina”.

Partilhou a opinião de que na fase atual “devemos abrir sem medo, mas com respeito”, cumprindo com as recomendações e diretrizes das autoridades de saúde.

O motivo do otimismo da farmacêutica americana Moderna prende-se com o facto da vacina em questão ter gerado níveis de anticorpos semelhantes aos que foram verificados em doentes recuperados da covid-19.

Saiba mais e veja aqui a notícia na íntegra.