Hoje é o Dia Mundial sem Tabaco
Share

cartaz uma mensagem ("mais vida, menos tabaco")

Para assinalar este dia mundial sem tabaco partilhamos um artigo da Organização Mundial de Saúde(OMS)  que revela que, por ano, cerca de 1,2 milhões são pessoas expostas ao fumo passivo. A News Farma divulga que mais de oito milhões de pessoas morrem, das quais mais de sete milhões são fumadores.

Dos 1,3 mil milhões de fumadores a nível mundial, 60% expressaram o desejo de deixar de fumar, mas apenas 30% têm acesso às ferramentas que lhes permitem fazê-lo com sucesso. No entanto, as soluções digitais podem ajudar a colmatar esta lacuna, por isso, a OMS apresenta a plataforma “Florence”, uma agente de saúde digital que dá breves conselhos sobre como deixar de fumar e indica as ferramentas e soluções que podem ajudar a fazê-lo.

Mais de 75 milhões de pessoas na Região Africana consomem alguma forma de tabaco. É provável que este fardo aumente à medida que o poder de compra dos consumidores melhora, juntamente com os intensos esforços da indústria do tabaco para expandir o mercado africano. Os defensores da Saúde pública devem, portanto, levar a cabo campanhas contra a sua promoção, realçando os muitos riscos do consumo do tabaco.

Isabel Saraiva, presidente da Respira, afirma que “temos como objetivo alertar para a importância da cessação tabágica e para os malefícios do tabaco. De facto, 80% das doenças pulmonares obstrutivas crónicas, 25% a 30% da totalidade dos cancros, 75% a 80% dos casos de bronquite crónica, 90% dos casos de cancro do pulmão e 20% da mortalidade por doença coronária são causados pelo tabaco.

Por outro lado, as vantagens de deixar de fumar são imediatas e tanto maiores quanto mais tempo se estiver sem fumar”.