Ensino por videoconferência implementado na FMUL em 24h

 

android vermelho em cima do teclado de um portátil

Vinte e quatro horas após a suspensão de todas as atividades letivas presenciais, a Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa (FMUL) começou ontem, dia 11 de Março, um programa ambicioso de ensino à distância através de aulas por videoconferência.

Mais uma vez, os alunos da FMUL demonstraram um comportamento Académico e cívico exemplar ao terem assistido de forma maciça ao novo programa de ensino à distância.

Desta forma, revelarem não confundir suspensão de aulas presenciais com cancelamento do ensino ou férias e deram um sinal exemplar a toda a comunidade estudantil Universitária. 

A FMUL tem neste momento em curso um programa de ensino por videoconferência para os 6 anos letivos do Mestrado Integrado em Medicina, Licenciatura em Ciências da Nutrição e todo o programa de formação pós-graduada (mestrados e doutoramentos). 

Uma palavra de reconhecimento para todo o corpo Docente da FMUL que montou este novo programa curricular em 24h e para a unidade de audiovisuais que permitiu a instalação, em tempo recorde, de múltiplas salas de ensino “virtual”, assim como para todas as Comissões de Curso, Discentes do Conselho Pedagógico e de Escola e AEFML, todos eles sempre presentes e a acompanhar o processo de implementação.

A FMUL está responsavelmente a dar o seu contributo e o exemplo num momento de crise nacional e internacional.

 

Prof. Doutor Fausto J. Pinto
Diretor da FMUL