Centro Académico de Medicina de Lisboa

A Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa (FMUL), o Instituto de Medicina Molecular João Lobo Antunes (iMM João Lobo Antunes) e o Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Norte EPE formaram, em 2009, o Centro Académico de Medicina de Lisboa, CAML (Portaria n.º 1371/2009 de 27 de Outubro)

É um consórcio que visa promover o desenvolvimento da dimensão académica e da qualificação da prática clínica, a modernização e o desenvolvimento da investigação, da educação médica e inovação das ciências da saúde na pré e pós -graduação, bem como a racionalização dos meios humanos e materiais dos seus membros, maximizando as sinergias decorrentes da sua integração geográfica e da elevada diferenciação dos seus recursos humanos. O CAML corresponde a um novo patamar no desenvolvimento e modernização do modelo histórico de escola médica, e pretende assegurar a compatibilização indispensável das necessidades prioritárias da educação médica e da investigação com o desenvolvimento da missão assistencial, no âmbito das responsabilidades do Serviço Nacional de Saúde, renovando afinal o conceito de hospital universitário, consignado na reforma de 1911.

 

 

Os principais projetos desenvolvidos pelo Centro Académico são os seguintes:

Programa Doutoral CAML

Aprovado pela A3ES em 2010, é um programa integrado e flexível, que agrega doutorandos médicos e não médicos, com uma estrutura curricular multidisciplinar e diversificada, adaptada ao perfil individual de cada doutorando. 

Em 2018, estavam inscritos 218 doutorandos: 60 na área da Medicina, 130 na área das Ciências Biomédicas e 28 na área das Ciências e Tecnologias da Vida. 

CAML 2018

 

 

66% dos doutorandos são mulheres e 12% não tem nacionalidade portuguesa. 

CAML Phd

Entre 2011 e 2018 os doutorandos CAML participaram num total de 920 publicações, sendo primeiro autor em 464. 

O número total de citações das publicações com participação dos doutorandos CAML ultrapassa as 21 mil. 

Dos 98 graduados até Janeiro de 2018, 22 são MDs. Após a obtenção do grau, 18 destes médicos ocupam posições clinicas com ligação académica, em Portugal, e 2 estão no estrangeiro.

Dos 76 graduados não médicos, 60 ocupam posições em instituições de investigação (30 em Portugal, e 30 no estrangeiro), 10 ocupam posições na Indústria Farmacêutica (6 em Portugal e 4 no estrangeiro), 4 foram contratados como Professores Universitários e 2 foram contratados por empresas privadas.

 

Biobanco

No final de 2018, o Biobanco armazenava um total de aproximadamente 200 mil amostras biológicas provenientes de cerca de 18 mil indivíduos. As amostras estão organizadas por coleções, que incluem um cohort de indivíduos saudáveis e múltiplas patologias, com especial destaque para as doenças reumáticas e neurotumores. Em 2018, o Biobanco aumentou em 31% o número de novos utilizadores, iniciou duas novas coleções (diabetes e doenças metabólicas) e implementou o serviço de cultura de fibroblastos a partir de biópsia cutânea.

 

Centro de Investigação Clínica (CIC)

Criado com a missão de assegurar toda a infraestrutura necessária para a implementação de projetos de investigação clinica no CAML, é responsável (à data de Dezembro de 2018) pela coordenação de um total de 76 ensaios clínicos, distribuídos pelas áreas de Oncologia (29), Reumatologia (19), Neurologia (12), Hematologia (5), Nefrologia (3), Pediatria (3), Pneumologia (3) e Ginecologia (2).

 

O consórcio compreende um conselho diretivo e um conselho de curadores.

Constituição do Conselho Diretivo

Prof. Doutor Fausto J. Pinto | Diretor da FMUL (Presidente)

Dr. Joaquim Daniel Lopes Ferro | Presidente do Conselho de Administração do CHULN, EPE 

Prof.ª Doutora Maria do Carmo Fonseca | Presidente do iMM João Lobo Antunes

 

 

Constituição do Conselho de Curadores

Dr.ª Maria de Belém Roseira – designada pelo Ministério da Saúde

Prof. Doutor Paulo Ferrão – designado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Eng.ª Isabel Vaz – designada pela Reitoria da Universidade de Lisboa

Prof. Doutor José Agostinho Marques Lopes – designado pelo CAML

Embaixador Luís de Almeida Sampaio – designado pelo CAML