Dia Mundial da Alergia
Share

 

mulher sentada na cama com alergia a assoa-se

Afetam cerca de um terço da população portuguesa e entre as mais frequentes estão a rinite, o eczema, a urticária e as alergias a alimentos ou a medicamentos. Provocam tosse, infeção nasal e de ouvidos e dão comichão no céu da boca, nariz ou garganta, mas a anafilaxia é o sintoma mais grave da manifestação desta doença. Todas as alergias afetam a qualidade de vida e contribuem para o absentismo escolar ou laboral.

Assinalado a 8 de julho, o Dia Mundial da Alergia é uma iniciativa da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da World Allergy Organization e visa alertar para a deteção e o tratamento das alergias.

Consulte o boletim policlínico que está no site da Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica e saiba qual a concentração de pólen no ar e a tabela de risco.

mulher a cheirar ramo de flores amarelas

O que é uma alergia?

É uma resposta do organismo quando está exposto a um ameaça. O sistema imunitário dá início à produção de anticorpos que, por sua vez, desencadeiam uma reação inflamatória que se vai manifestar de diversas formas- dando origem a sintomas variados- e em diversas zonas do corpo.

Caso tenha alguma alergia, deve consultar um alergologista, fazer os testes e perceber o que pode e deve evitar. As alergias não têm cura e podem tornar-se mais severas consoante o tempo de exposição à substância que é intolerada, mas há tratamentos para minorar os sintomas causados que vão permitir fazer uma vida normal.

 

Créditos: Freepik