• en
  • pt

Direção da FMUL felicita o Professor Bruno Silva Santos pela sua eleição como membro da EMBO

Em 11 Junho 2019 / Histórico

Organização Europeia de Biologia Molecular EMBO elege Bruno-Silva Santos

Bruno Silva-Santos, Professor Associado com Agregação da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa e Vice-Diretor e investigador principal do Instituto de Medicina Molecular João Lobo Antunes (iMM, Portugal), foi agora eleito membro da Organização Europeia de Biologia Molecular (European Molecular Biology Organization – EMBO). É o único cientista português que integra este ano a lista de 56 novos membros desta organização.

O Professor Bruno Silva-Santos dirige desde 2005 um laboratório no iMM onde estuda a interação entre o sistema imunitário e tumores malignos; e desenvolve estratégias de imunoterapia contra o cancro que têm por base um sub-tipo especifico de glóbulos brancos – os linfócitos T gama-delta. O processo de expansão e diferenciação destas células anti-tumorais, patenteado em 2011, esteve na génese da startup portuguesa Lymphact, recentemente adquirida pela empresa britânica GammaDelta Therapeutics, associada ao grupo farmacêutico Takeda.

Sobre a eleição para a EMBO, Bruno Silva-Santos diz: “Esta eleição é uma grande honra por ser feita pela comunidade de cientistas da área das Ciências da Vida mais conceituada da Europa. A EMBO tem desempenhado um papel crucial na minha carreira: em 2007 atribuiu-me uma bolsa de instalação que me permitiu montar o meu laboratório em Portugal quando regressei de Londres; depois em 2010 selecionou-me para o seu Programa de Jovens Investigadores que me associou à rede de cientistas mais promissores da Europa; e agora, em 2019, elegeu-me Membro do seu “clube” de cientistas mais reconhecidos pelo seu trabalho. Estou extremamente agradecido por este apoio continuado à minha carreira”.

“Os membros da EMBO são cientistas de topo que conduzem projetos de investigação na vanguarda de todas as áreas das ciências da vida, desde modelos computacionais ou análises de moléculas individuais e mecânicas celulares até ao estudo de sistemas, neurociência cognitiva e evolução”, refere em comunicado, Maria Leptin, Diretora da EMBO.

“Os 48 novos membros da EMBO residem em 17 Estados-Membros da Conferência Europeia de Biologia Molecular (EMBC), órgão de financiamento intergovernamental da EMBO. Os 8 novos membros associados da EMBO são cientistas que atualmente trabalham na Argentina, na Austrália, no Japão, em Singapura e nos EUA”, pode ainda ler-se no comunicado.

Bruno Silva-Santos, junta-se agora ao leque de 19 cientistas em Portugal que integram esta organização, entre os quais Maria do Carmo Fonseca e Maria M. Mota, respetivamente Presidente e Diretora Executiva do iMM e Mónica Bettencourt Dias, Diretora do Instituto Gulbenkian de Ciência.

Mais informação sobre a EMBO…

A EMBO é uma organização de mais de 1800 cientistas que promove a excelência nas ciências da vida na Europa e mais além. Os principais objetivos da organização são apoiar cientistas talentosos em todas as fases das suas carreiras, estimular o intercâmbio de informações científicas e ajudar a construir um ambiente de investigação onde os cientistas possam realizar melhor o seu trabalho. A EMBO apoia também jovens cientistas potenciando a sua investigação, promovendo a sua reputação internacional e garantindo a sua mobilidade. Cursos, workshops, conferências e revistas científicas promovidas pela EMBO disseminam a investigação mais recente e oferecem treino em técnicas para manter os elevados padrões de excelência na prática da investigação. A EMBO também ajuda a modular a política de ciência, integrando as opiniões da comunidade científica e seguindo atentamente a tendência da ciência na Europa. Para mais informações: www.embo.org

 

Copyright 2019 | Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa |